“Você está confortável?”. Ao longo da minha carreira, ouvi isto muitas vezes, sobre a famosa zona de conforto. Principalmente em conversas com clientes.

Em alguns momentos, quando estávamos discutindo algum ponto de discordância, o cliente cedia um pouco (nem sempre) e me perguntava:

– E aí, agora você está confortável?

Minha resposta para essa pergunta sempre foi e sempre será:

– Quando eu estiver confortável, é porquê eu morri.

(Não respondi, mas poderia ser também quando ganhasse na mega-sena ou o desse um “all in” de crypto de 100x – basicamente se eu ficasse milionário com criptomoeda, “tipo bitcoin”)

Recentemente, em um almoço rotineiro entre mim um amigo e parceiro de longa data, o Felipão, ele me disse que sempre se sentiu desafiado na dti. Isso por quê quando a gente dava algum feedback de melhoria para ele, ele pensava algo do tipo: “Poxa, preciso melhorar, pois minha posição não está garantida”.

E eu pensei “Nossa, eu gosto desse cara não é à toa. Esse cara é sensacional e ainda se incomoda com qualquer zona de conforto que apareça. E eu sinto o mesmo que ele”.

E, (in)conscientemente é o meu espírito na dti. Uma questão que eu gosto de explorar é um de nossos mantras. “Ser bom (sucesso) é um estado transitório. Precisamos melhorar sempre!”.

A Zona de Mulambagem

aa

A cada dia que a gente acorda, é um “leão digital” para matar. É “zero a zero”. Precisamos evitar a “zona de mulambagem”, e aí entra outra questão muito próxima.

Em uma reunião recente de “retro das retros”, explorei esta questão. A “Zona da mulambagem” ou “Fábrica de mulambos” com um de nossos times e achei interessante. Inspiração para este texto – na linguagem dti, o “mulambo” é aquele cara que fica sempre postergando as coisas, meio preguiçoso, não sai do lugar, não vai para “frente nem para trás”.

Uma curva bastante famosa é a do “U invertido”. Para efeito de motivação / resultado versus pressão.

Em um extremo, temos uma pressão muito grande. Onde a motivação e resultado caem. Isto acontece bastante, e temos que evitar também e identificar quando estiver acontecendo.

No outro extremo, a pressão é baixa ou muito baixa e isto é muito perigoso!

Ele é muito perigoso, pois nós, seres humanos, somos extremamente procrastinadores. E caímos facilmente em uma zona de conforto. Portanto, temos que criar incentivos. Normalmente, de ambiente, para que isto não ocorra. Meu esforço é de criar esse ambiente e dar um feedback concreto.

Fez um bom trabalho? Ótimo, pode ter certeza que você será reconhecido e estimulado a ter uma performance cada vez melhor.

Pisou na bola? Vamos ver o que não funcionou, superar e partir para outro desafio. Espaço para se desenvolver é o que não falta.

Para fechar

Com o crescimento na dti, temos que manter e fomentar um ambiente de gente muito boa! (falando nisso, este ano vamos crescer ainda mais, nos aguarde!)

Que não tolere mulambagem. Onde a entrega seja questão de honra e o sucesso seja algo efêmero. Um combustível que precisamos abastecer todos os dias para manter as engrenagens funcionando!

Quer saber mais sobre o nosso jeito de ser? Acompanhe nossas redes sociais (linkedin, facebook e instagram) e blog, e fique à vontade para nos fazer uma visita!